O selamento

Um dia não muito distante, nosso Salvador se levantará de seu ofício sacerdotal no santuário celestial, onde tem intercedido em favor da humanidade, para lá nunca mais voltar como mediador entre Deus e o homem. O justo continuará na prática da justiça; enquanto o ímpio permanecerá na prática de sua iniqüidade (Apocalipse 22:11).

Neste tempo, a porta da graça terá sido fechada para sempre, e ninguém mais terá desejo ou possibilidade de salvação. Ninguém mais poderá transitar do erro para a Verdade. Quem é do erro é do erro. Quem é da Verdade é da Verdade. O povo da Verdade terá sido selado, e para sempre confirmado como filhos do Altíssimo.

O supremo anelo da salvação terá sido alcançado, ainda que com indizível angústia e sacrifício. O Céu parecerá barato, mesmo conquistado com a dor e o sofrimento. Receber o selo do Deus vivo sobre a fronte será o penhor de nossa vitória, a certeza de nossa conquista, a confirmação de nossa esperança.

1. O selo

O que é o selo de Deus?

O selo de Deus não é uma marca visível a ser ostentado pelos santos, mas um sinal de sua confirmação na verdade a ser visto e entendido pelos anjos. Não é exatamente uma marca exterior, mas uma característica interior dos santos.

“Não se trata  de  alguma ‘marca’ que pode ser vista, mas a  consolidação na verdade, para que eles (o povo de Deus) não possam ser abalados.” – The Seventh-Day Adventist Bible Commentary 4, 1161.

O selo de Deus é semelhança de caráter com Cristo, é “o puro sinal da verdade” (Testimonies 3, 267). O selo do Deus vivo só será colocado sobre os que são semelhantes a Cristo no caráter.

“Assim como a cera recebe a impressão do selo, também a alma deve receber a impressão do Espírito de Deus e reter a imagem de Cristo.” – The Seventh-Day Adventist Bible Commentary 7, 970.

O “dia de sábado” não é, em si mesmo, o selo de Deus. “O sábado do quarto mandamento” (ver O Grande Conflito, 640) é a marca exterior do sinal da redenção, porque contém o nome de Jeová, a razão de Sua soberania – Ele é o Criador, e Sua jurisdição é o Universo.

“Que é este selo do Deus vivo, que se coloca na testa de Seus filhos? É um sinal que os anjos podem ler, mas não os olhos humanos; pois o anjo destruidor deve ver este sinal de redenção.” – The Seventh-Day Adventist Bible Commentary 4, 1161.

“O quarto mandamento é o único de todos os dez em que se encontra tanto o nome como o título do Legislador. É o único que mostra pela autoridade de quem é dada a lei. Assim contém o selo de Deus, afixado à Sua lei, como prova da autenticidade e vigência da mesma.” – Patriarcas e Profetas, 307.

“O sinal, ou selo, de Deus é revelado na observância do sábado do sétimo dia – o memorial divino da criação. “Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo: Tu pois fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis Meus sábados; porquanto isso é um sinal entre Mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que Eu sou o Senhor, que vos santifica.” Êxo. 31:12 e 13. O sábado é aí claramente apresentado como um sinal entre Deus e Seu povo.” – Testemunhos Seletos 3, 232.

O dia de sábado é um sinal exterior. O quarto mandamento contém o selo de Deus. Não devemos confundir “selo” com “sinal.” O nome a ser colocado na fronte dos remidos não será sábado, mas o próprio nome de Deus.

“Olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, tendo na fronte escrito o seu nome e o nome de seu Pai.” — Apocalipse 14:1.

“E marca com um sinal a testa dos homens” (Ezequiel 9:4). Este sinal – o nome de Deus – quando colocado à fronte dos remidos, torna-se o selo de Deus. Este selo só será recebido por aqueles que observam a Lei de Deus, inclusive o quarto mandamento, e são semelhantes a Cristo, no caráter.

PARA REFLETIR
Qual a importância em compreender a diferença entre sinal e selo? E, afinal, o “dia de sábado” é um sinal ou o selo de Deus?

2. O selamento

Selamento é o processo de confirmação dos filhos de Deus na graça da salvação. É uma ação inteiramente divina, realizada por um poderoso anjo, e consiste numa inscrição ou selo, fixado na fronte dos remidos da última geração de crentes.

“O anjo com o tinteiro de escrivão há de colocar um sinal na testa de todos os que estão separados do pecado e dos pecadores, e o anjo destruidor vem após este anjo.” – The Seventh-Day Adventist Bible Commentary 4, 1161.

Esta marca, embora real, é de característica espiritual, não será vista por olhos humanos, apenas pelos anjos de Deus que, na execução de sua difícil missão destruidora,  reconhecerão os selados, e poupá-los-ão dos juízos que estarão caindo sobre a terra.

“Depois disto, vi quatro anjos em pé nos quatro cantos da terra, conservando seguros os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem sobre árvore alguma. Vi outro anjo que subia do nascente do sol, tendo o selo do Deus vivo, e clamou em grande voz aos quatro anjos, aqueles aos quais fora dado fazer dano à terra e ao mar, dizendo: Não danifiqueis nem a terra, nem o mar, nem as árvores, até selarmos na fronte os servos do nosso Deus. Então, ouvi o número dos que foram selados, que era cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel” — Apocalipse 7:1-4.

“O poderoso anjo é visto subindo do Oriente (ou nascente do Sol). O mais poderoso dos anjos tem na mão o selo do Deus vivo, ou dAquele que é o único que pode dar a vida, que pode gravar nas frontes o sinal ou inscrição, dizendo a quem será concedida a imortalidade, a vida eterna.” – Testemunhos Ministros e Obreiros Evangélicos, 444.

“Enquanto Satanás instava com suas acusações, e buscava destruir esse grupo, santos anjos, invisíveis, passavam para cá e para lá, colocando sobre eles o selo do Deus vivo. Estes são os que se acharão sobre o Monte Sião com o Cordeiro, tendo escrito na fronte o nome do Pai.” – Testemunhos Seletos 2, 179.

“Ao passo que uma classe, aceitando o sinal de submissão aos poderes terrestres, recebe o sinal da besta, a outra, preferindo o sinal da obediência à autoridade divina, recebe o selo de Deus.” – O Grande Conflito, 605

“Esse selamento dos servos de Deus é o mesmo que foi mostrado em visão a Ezequiel. João também fora testemunha dessa tão assustadora revelação. Viu o mar e as ondas fugindo, e o coração dos homens desmaiando de terror. Contemplou a Terra sendo movida e as montanhas a serem levadas para o meio do mar (o que literalmente está acontecendo), sua água rugindo e perturbada, e as montanhas se sacudindo com a sua agitação. Foram-lhe mostradas pragas, pestilência, fome e morte, realizando sua terrível missão” – Testemunhos para Ministros e Obreiros Evangélicos, 445.

“Vi anjos indo aceleradamente de um lado para o outro no Céu. Um anjo com um tinteiro de escrivão ao lado voltou da Terra, e referiu a Jesus que sua obra estava feita, e os santos estavam numerados e selados. Então vi Jesus, que havia estado a ministrar diante da arca, a qual contém os Dez Mandamentos, lançar o incensário. Levantou as mãos e com grande voz disse: “Está feito.” E toda a hoste angélica tirou suas coroas quando Jesus fez a solene declaração: “Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se.” Apocalipse 22:11.

“Cada caso fora decidido para vida ou para morte. Enquanto Jesus estivera ministrando no santuário, o juízo estivera em andamento pelos justos mortos, e a seguir pelos justos vivos. Cristo recebera Seu reino, tendo feito expiação pelo Seu povo, e apagado os seus pecados. Os súditos do reino estavam completos. […]

“Retirando-Se Jesus do lugar santíssimo, […] uma nuvem de trevas cobriu os habitantes da Terra. Não havia então mediador entre o homem culpado e Deus, que fora ofendido. […] Cada caso estava decidido, cada jóia contada.” – Primeiros Escritos, 279-280.

A. Selamentos bíblicos

Encontramos dois tipos de selamentos na Bíblia: o selamento de nossa conversão ou salvação e o selamento escatológico.

1. Selamento da conversão / salvação

O Apóstolo Paulo dá a entender que somos selados no momento de nossa conversão, ou quando recebemos o batismo no Espírito Santo.

“Fostes selados com o Santo Espírito da promessa” — Efésios 1:13.

“Não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção.” — Efésios 4:30.

2. Selamento escatológico

Em Ezequiel 9:4-6 e Apocalipse 7:1-4 encontramos outro tipo de selamento, que podemos chamar de escatológico, porque ocorrerá num tempo definido – próximo ao fechamento da porta da graça – com o objetivo de proteger o povo de Deus no tempo de angústia e das sete últimas pragas.

“Os que hão de receber o selo do Deus vivo, e ser protegidos, no tempo de angústia, devem refletir completamente a imagem de Jesus.” – Primeiros Escritos, 71.

“Satanás estava procurando lançar mão de todas as suas artes […] até que o selamento passasse […] e o povo de Deus […]  ficasse desprotegido da ardente ira de Deus nas sete últimas pragas.” – Primeiros Escritos, 44.

B. Quando ocorrerá o selamento?

Este selamento ocorrerá durante o período em que os quatro anjos estiverem segurando os quatro ventos; ou seja, durante o tempo de angústia prévio e se encerrará com o fechamento da porta da graça; e será realizado em pouco tempo.

“O tempo do selamento é muito curto, e logo passará. Agora, enquanto os quatro anjos estão contendo os ventos, é tempo de fazer firme a nossa vocação e eleição.” – Primeiros Escritos, 58.

“Os anjos de Deus obedecem às Suas ordens, controlando os ventos da Terra, para que não soprem sobre a Terra, nem no mar, nem nas árvores, até que os servos de Deus sejam assinalados na fronte. O poderoso anjo é visto subindo do Oriente (ou nascente do Sol). O mais poderoso dos anjos tem na mão o selo do Deus vivo, ou dAquele que é o único que pode dar a vida, que pode gravar nas frontes o sinal ou inscrição, dizendo a quem será concedida a imortalidade, a vida eterna. É a voz desse mais elevado dos anjos que tem autoridade para ordenar aos quatro anjos que segurem os quatro ventos até que se realize esta obra, e até que ele ordene que os soltem.” – Testemunhos para Ministros e Obreiros Evangélicos, 444.

“Quando vier este tempo de angústia, todo caso estará decidido; não mais haverá graça, nem misericórdia para o impenitente. O selo do Deus vivo estará sobre o Seu povo.” – Eventos Finais, 259.

“Mas agora o tempo está quase findo, e o que durante anos temos estado aprendendo, eles terão de aprender em poucos meses. Terão também muito que desaprender e muito que tornar a aprender.” – Primeiros Escritos, 67.

PARA REFLETIR
Com o que devo me preocupar mais: estar selado ou estar transformado?

3. Os selados

O último povo de Deus a viver na Terra será tão diferente do mundo quanto mais semelhante for a Jesus. Este povo viverá na plenitude da perfeita obediência aos reclamos da santa lei de Deus.

No tempo do selamento, muitos dos que hoje professam crer na verdade presente, surpreender-se-ão ante as precisas exigências de um Deus santo, mesmo a uma geração incrédula e corrupta como a que vive agora. O Senhor é um Deus exato tanto em Sua justiça misericordiosa, como em Sua graça salvadora. O Deus de amor não curvará Sua justiça, base eterna de Seu trono, em favor de uma única vida impenitentemente maculada; enquanto que, absolutamente nada, deixará de ser feito pelos Céus em favor de cada pecador que se curve diante da justiça remidora do Altíssimo.

“Ninguém necessita dizer que não há esperança para o seu caso, e que não pode viver a vida de cristão. Mediante a morte de Cristo, amplas providências foram tomadas em favor de cada alma. Jesus é o nosso auxílio sempre presente em tempo de necessidade. Tão-somente invocai-O com fé, e Ele prometeu ouvir e atender vossas petições.” – Testemunhos Seletos 2, 70.

Todavia os selados precisam alcançar uma qualidade de vida condizente com a mensagem que pregam e da qual pretendem testemunhar. Terão necessariamente que passar por uma prova de lealdade a Deus, na qual enriquecerão sua experiência, fortalecendo-se para o tempo de angústia que virá em seguida.

“Alguns argumentarão que o Senhor não é tão exigente em Seus preceitos; que não é seu dever guardar o sábado estritamente com tão grande prejuízo, ou se colocarem em conflito com as leis da Terra. É porém, justamente aí o ponto em que sobrevirá a prova, a ver se honraremos a lei de Deus acima das exigências dos homens. Isto é o que fará distinção entre os que honram a Deus e os que O desonram. É nisto que devemos provar nossa lealdade. A história do trato de Deus com Seu povo em todos os séculos, mostra que Ele exige exata obediência.

Quando o anjo destruidor estava para passar pela terra do Egito, e ferir o primogênito, tanto do homem como dos animais, os israelitas foram instruídos a pôr seus filhos consigo dentro de casa, e pôr sangue nas ombreiras da porta, e ninguém devia sair de casa; pois todos quantos fossem encontrados entre os egípcios seriam destruídos com eles. Imaginemos que um israelita houvesse negligenciado pôr o sinal do sangue na porta, dizendo que o anjo de Deus poderia distinguir entre os hebreus e os egípcios; haveriam as sentinelas celestes parado para guardar aquela morada? Devemos tomar para nós essa lição.

Outra vez deve o anjo destruidor passar pela Terra. Deve haver um sinal sobre o povo de Deus, e esse sinal é a observância de Seu santo sábado. Não podemos seguir a própria vontade e juízo, e lisonjear-nos de que Deus satisfará às condições que impomos. Ele prova nossa fé dando-nos alguma parte a desempenhar em relação com Sua interposição em nosso favor. Aos que satisfazem as condições, serão cumpridas Suas promessas; mas todos quantos se arriscam a afastar-se de Suas instruções para seguir o caminho de sua escolha, perecerão juntamente com os ímpios quando a Terra for visitada por Seus juízos.” – Testemunhos Seletos 2, 183-184.

A. Condições para ser selado

“Muitos ouvem o convite de misericórdia e são testados e provados; mas poucos são selados com o selo do Deus vivo. Poucos se humilharão a si mesmos, como uma criança, para que possam entrar no reino dos Céus.” – Testimonies 5, 50.

Para receber o selo do Deus vivo, não será suficiente apenas ter o nome de Adventista do Sétimo Dia, ou ter o nome escrito no livro da igreja, ou guardar a Lei de Deus formalmente.

“Nem todos os que professam guardar o sábado serão selados. Muitos há, mesmo entre os que ensinam a verdade a outros, que não receberão na testa o selo de Deus. Tinham a luz da verdade, souberam a vontade de seu Mestre, compreenderam todos os pontos de nossa fé, mas não tiveram as obras correspondentes. Aqueles que estiveram tão familiarizados com as profecias e com os tesouros da sabedoria divina, deveriam ter agido de conformidade com sua fé. Deveriam ter dirigido sua casa segundo os mesmos princípios, para que por meio de uma família bem ordenada pudessem apresentar ao mundo a influência da verdade no coração humano.” – Testemunhos Seletos 2, 68.

Algumas condições precisam ser preenchidas. Não se trata aqui de exigências arbitrárias de Deus, mas sim, que estas condições, quando preenchidas, prepararão os santos para os eventos finais que estarão ocorrendo na Terra, enquanto se qualificam para viver na santidade do Céu e na presença de Deus.

Vejamos, pois, as mais destacadas condições:

1. Guardar os mandamentos de Deus e a fé de Jesus

“Mas enquanto [o anjo] olhava com grande interesse, notou a assembléia dos que guardam os mandamentos de Deus. Tinham na testa o selo do Deus vivo, e disse: ‘aqui está a paciência dos santos: aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus’.” – Testemunhos Seletos 2, 370.

2. Guardar o sábado no verdadeiro espírito de Cristo

“Tendo Jesus partido dali, entrou na sinagoga deles. Achava-se ali um homem que tinha uma das mãos ressequida; e eles, então, com o intuito de acusá-lo, perguntaram a Jesus: É lícito curar no sábado? Ao que lhes respondeu: Qual dentre vós será o homem que, tendo uma ovelha, e, num sábado, esta cair numa cova, não fará todo o esforço, tirando-a dali? Ora, quanto mais vale um homem que uma ovelha? Logo, é lícito, nos sábados, fazer o bem. Então, disse ao homem: Estende a mão. Estendeu-a, e ela ficou sã como a outra. Retirando-se, porém, os fariseus, conspiravam contra ele, sobre como lhe tirariam a vida. Mateus 12:9-14.

Através de Sua vida Cristo demonstrou que o sábado não era um dia para demonstrar farisaísmo, mas um dia especial para servir a Deus e ao próximo.

3. Desenvolver um caráter semelhante ao de Cristo

“O selo do Deus vivo só será colocado sobre os que são semelhantes a Cristo no caráter.” – The Seventh-Day Adventist Bible Commentary 7, 970.

“Nenhum de nós jamais receberá o selo de Deus, enquanto o caráter tiver uma nódoa ou mácula sequer.” – 2 TS, 69.

“Todos os que recebem o selo devem ser imaculados diante de Deus – candidatos para o Céu.” – Testemunhos Seletos 2, 71.

“Agora é o tempo de preparar-se. O selo de Deus nunca será colocado sobre a fronte de um homem ou mulher impuros. Nunca será colocado sobre a fronte de um homem ou uma mulher ambiciosos ou amantes do mundo. Nunca será colocado sobre a fronte de homens ou mulheres de língua falsa e coração enganoso. Todos os que recebem o selo devem encontrar-se sem mancha diante de Deus; candidatos para o Céu.” – Testimonies 5, 216.

“Jesus está em Seu santo templo, e agora aceita nossos sacrifícios, orações e confissões de faltas e pecados, e perdoará todas as transgressões de Israel, para que sejam apagados antes que Ele saia do santuário. Quando Jesus sair do santuário, os que são santos e justos serão santos e justos ainda; pois todos os seus pecados estarão apagados, e eles selados, com o selo do Deus vivo.” – Primeiros Escritos, 48.

4. Ser vitorioso contra a tríplice força do mal

“Os que vencem o mundo, a carne e o diabo, serão os agraciados que receberão o selo do Deus vivo. Aqueles cujas mãos não são limpas, cujo coração não é puro, não terá o selo do Deus vivo. Os que planejam pecado e o praticam, serão omitidos. Somente os que, em sua atitude diante de Deus, desempenham a parte dos que se arrependem e confessam os pecados no grande dia antitípico da expiação, serão reconhecidos e assinalados como dignos da proteção de Deus.” – Testemunhos para Ministros e Obreiros Evangélicos, 445.

Esta vitória será alcançada pelo arrependimento, confissão e abandono do pecado. Será uma vitória muito mais reclamada do que conquistada. Jesus a conquistou para nós.

“Pelo arrependimento e fé somos habilitados a prestar obediência a todos os mandamentos de Deus, e somos achados sem mácula perante Ele. Os que hão de receber a aprovação de Deus estão agora afligindo a alma, confessando os pecados, e suplicando fervorosamente o perdão, por Jesus seu Advogado.” – Testemunhos Seletos 2, 175.

5. Ser coparticipante dos sofrimentos de Cristo

“Devemos nesta vida enfrentar terríveis provas e fazer dispendiosos sacrifícios, mas a paz de Cristo é a recompensa. Tem havido tão pouca abnegação, tão pouco sofrimento por amor a Cristo, que a cruz é quase inteiramente esquecida. Devemos ser co-participantes de Cristo em Seus sofrimentos, se quisermos sentar-nos em triunfo com Ele em Seu trono. Enquanto preferirmos o caminho fácil da condescendência própria, e nos amedrontarmos com a abnegação, nunca se afirmará a nossa fé, e não poderemos conhecer a paz de Jesus nem a alegria que provêm do sentimento da vitória. Os mais exaltados daquela multidão de resgatados que estão em pé diante do trono de Deus e do Cordeiro, vestidos de branco, conhecem a luta necessária para vencer, pois vieram de grande tribulação.” – Testemunhos Seletos 2, 69.

“Vi que os que ultimamente tem abraçado a verdade terão que aprender o que é sofrer por amor de Cristo, que terão provas a suportar, provas que serão agudas e cortantes, a fim de que sejam purificados e pelo sofrimento capacitados a receber o selo do Deus vivo e passar pelo tempo de angústia, ver o Rei em Sua formosura e estar na presença de Deus e de anjos santos.” – Primeiros Escritos, 67.

“O selo de Deus será colocado somente na testa daqueles que suspiram e clamam por causa das abominações cometidas na Terra.” – Testemunhos Seletos 2, 67.

“Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal a testa dos homens que suspiram e gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela.” Ezequiel 9:4.

B. Quem são os selados?

“Depois disto, vi quatro anjos em pé nos quatro cantos da terra, conservando seguros os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem sobre árvore alguma. Vi outro anjo que subia do nascente do sol, tendo o selo do Deus vivo, e clamou em grande voz aos quatro anjos, aqueles aos quais fora dado fazer dano à terra e ao mar, dizendo: Não danifiqueis nem a terra, nem o mar, nem as árvores, até selarmos na fronte os servos do nosso Deus. Então, ouvi o número dos que foram selados, que era cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel” — Apocalipse 7:1-4.

Esta passagem oferece algumas informações que nos ajudam a identificar aqueles que serão selados:

  • Seu número é 144.000.
  • Todos são servos de Deus.
  • Todos receberão uma marca na fronte.

Para sabermos quem serão os selados, devemos conhecer os 144.000. Este número não pretende indicar uma somatória dos selados; antes, diz respeito às suas características.

C. Características dos selados

  • Entoam o cântico de Moisés e do Cordeiro, que é o cântico da sua experiência.
  • Serão “transladados da Terra dentre os vivos.”
  • “Passaram pelo tempo de angústia tal como nunca houve.”
  • “Suportaram a aflição do tempo de angústia de Jacó.”
  • “Permaneceram sem intercessor durante o derramamento final dos juízos de Deus.”
  • “Mas foram livres, pois lavaram os seus vestidos e os branque- aram no sangue do Cordeiro.”

Isto é o que nos dizem os textos a seguir:

“Logo ouvimos a voz de Deus, semelhante a muitas águas, a qual nos anunciou o dia e a hora da vinda de Jesus. Os santos vivos, em número de 144.000, reconheceram e entenderam a voz, ao passo que os ímpios julgaram fosse um trovão ou terremoto.” – Primeiros Escritos, 15.

“Estes, tendo sido transladados da Terra, dentre os vivos, são tidos como ‘as primícias para Deus e para o Cordeiro’. Apocalipse 15:3. ‘Estes são os que vieram de grande tribulação’ (Apocalipse 7:14); passaram pelo tempo de angústia, tal como nunca houve desde que houve nação; suportaram  a aflição do tempo de angústia de Jacó; permaneceram sem intercessor durante o derramamento final dos juízos de Deus. Mas foram livres, pois lavaram os seus vestidos e os branquearam no sangue do Cordeiro.” – O Grande Conflito, 648.

Deus está preparando um povo para com ele dar Seu último espetáculo de amor, misericórdia e graça ao mundo. Com este povo, por seu paciente sofrimento e perseverante testemunho, o Senhor calará os lábios dos ímpios murmuradores e dos demônios acusadores. Ao virem a paciente perseverança com a qual os santos testemunham de Jesus, abrirão espaço em sua vida profana para lamentar a passagem do dia da sua oportunidade em reconhecimento do que Deus teria feito também por eles, mas que não aceitaram o último convite da graça.

“Os descuidosos e indiferentes, que não se uniam com os que prezavam suficientemente a vitória e a salvação, para por elas lutar e angustiar-se com perseverança, não as alcançaram e foram deixados atrás, em trevas, e seu lugar foi imediatamente preenchido pelos que aceitavam a verdade e a ela se filiavam.” – Primeiros Escritos, 271.

Ao perceber, Satanás, que o Senhor está a completar o número dos selados, tenta um último plano: tornar mais amargo o cálice de angústia a ser bebido pelos santos, tocando mesmo no corpo deles; e manter na indiferença o maior número possível dentre os que professam fé na verdade do terceiro anjo.

“Alguns instrumentos  de Satanás estavam tocando no corpo de alguns dos santos – aqueles a quem não podiam enganar e afastar da verdade pela influência satânica. Oh, se todos pudessem ter uma ideia disto como me foi revelado por Deus, a fim de poderem discernir mais os ardis de Satanás e estarem em guarda? Eu vi que Satanás estava operando dessa maneira a fim de desviar, enganar e afastar de Deus o Seu povo, precisamente agora, neste tempo de selamento. Vi alguns que não estavam firmes ao lado da verdade presente. Seus joelhos estavam trementes e seus pés escorregavam, porque não estavam firmemente plantados na verdade, e a proteção do poderoso Deus não podia ser estendida sobre eles enquanto estavam assim trementes.” – Primeiros Escritos, 44.

“Os poderes de Satanás estão a trabalhar para conservar o espírito dos homens alheio às realidades eternas. O inimigo dispôs as coisas de maneira que servissem aos seus propósitos. Atividades mundanas, esportes, as modas da época, são coisas que ocupam o espírito dos homens e mulheres.” – Testemunhos Seletos 3, 306.

“Vi que algumas mentes são afastadas da verdade presente e do amor à Bíblia por causa da leitura de livros excitantes; outros se carregam de perplexidades e cuidados quanto ao que comerão, e que hão de beber e vestir. Alguns estão supondo a vinda do Senhor num futuro muito distante.., e desta maneira suas mentes são desviadas da verdade presente, para irem após o mundo. Nisto vi grande perigo, pois se a mente está cheia de outras cousas, a verdade presente é deixada fora, e não há lugar em nossa fronte para o selo do Deus vivo.” – Primeiros Escritos, 58.

“Satanás estava procurando lançar mão de todas as suas artes a fim de mantê-los onde estavam, até que o selamento  passasse, até que a proteção fosse tirada de sobre o povo de Deus e este ficasse desprotegido da ardente ira de Deus nas sete últimas pragas.” – Primeiros Escritos, 44.

“Satanás está agora usando cada artifício neste tempo de se- lamento a fim de desviar a mente do povo de Deus da verdade presente e levá-lo a vacilar. Vi que Deus estava estendendo uma cobertura sobre o Seu povo a fim de protegê-lo no tempo de angústia; e que cada alma que se decidia pela verdade e era pura de coração devia ser coberta com a proteção do Todo-poderoso.” – Primeiros Escritos, 43.

Conclusão

Independentemente das características, do que seja o selo de Deus e do tempo de sua fixação devemos buscar hoje esta experiência e selarmos a cada dia o nosso destino com Deus.

“Ânimo, fortaleza, fé e implícita confiança no poder de Deus para salvar, não nos vêm num instante. Estas graças celestiais são adquiridas pela experiência dos anos. Por uma vida de santo esforço e firme apego à retidão, os filhos de Deus estiveram selando o seu destino.” – Testemunhos Seletos 2, 68.

PARA REFLETIR
O selamento é algo que lhe assusta, ou que você aguarda com alegria? Qual das condições para ser selado ainda é seu maior desafio?


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.