#5 – Aprendendo a ouvir a voz de Deus

Você lembra da primeira pessoa que falou com você hoje ao sair de casa? Caso se lembre, o que ela disse?

Vivemos em meio a um bombardeio de informações. Ao final dos anos 90, computadores, revistas, TVs, rádios, celulares e outras mídias já despejavam sobre cada um de nós, todos os dias, uma quantidade de informação equivalente a 174 jornais inteiros, de acordo com pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia. Ou 34 GB (igual a 34 mil livros), como dizem estudiosos da Universidade de San Diego. Ou isso tudo não importa, já que nosso consciente, dizem outros cientistas, não conseguiria processar mais que 50 bits por segundo?

Com o desenvolvimento das redes sociais e a internet na palma da mão, nós mal acordamos e o bombardeio de informações já faz com que fiquemos meio que perdidos. Submetidos a uma quantidade de dados cada vez mais massiva e que muitas vezes caminham em direções opostas, muitas vezes é difícil saber o que é verdadeiro ou fake. Isso é chamado pelos pesquisadores de sobrecarga de informação. Em nenhum outro período da história os humanos tiveram acesso a tanta informação, nem se sentiram tão confusos sobre o que confiar.

Nós só falamos porque ouvimos. Se não ouvíssemos, não falaríamos. Falar é um dom de Deus. Ouvir também. Entretanto, muitos esquecem que, antes de falar, é necessário ouvir. Qualquer criança que não tenha o sentido da audição não aprenderá a falar. Isso é uma evidência muito clara de algo que é primordial na vida – ouvir!

Jesus Se colocou no lugar de um pastor que cuida de Suas ovelhas, e nos comparou com ovelhas. Por que será que Cristo escolheu justo as ovelhas para compará-las a nós, seres humanos? Será que nossas semelhanças são mesmo muito fortes?

Lendo a Palavra

1Em verdade, em verdade vos digo: o que não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, esse é ladrão e salteador.  2Aquele, porém, que entra pela porta, esse é o pastor das ovelhas.  3Para este o porteiro abre, as ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as suas próprias ovelhas e as conduz para fora.  4Depois de fazer sair todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e elas o seguem, porque lhe reconhecem a voz; 5mas de modo nenhum seguirão o estranho; antes, fugirão dele, porque não conhecem a voz dos estranhos. 6Jesus lhes propôs esta parábola, mas eles não compreenderam o sentido daquilo que lhes falava.

7Jesus, pois, lhes afirmou de novo: Em verdade, em verdade vos digo: eu sou a porta das ovelhas.  8Todos quantos vieram antes de mim são ladrões e salteadores; mas as ovelhas não lhes deram ouvido. 9Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem.  10 O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.  11Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas.  12O mercenário, que não é pastor, a quem não pertencem as ovelhas, vê vir o lobo, abandona as ovelhas e foge; então, o lobo as arrebata e dispersa.  13O mercenário foge, porque é mercenário e não tem cuidado com as ovelhas.  14Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem a mim,  15assim como o Pai me conhece a mim, e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas.

16Ainda tenho outras ovelhas, não deste aprisco; a mim me convém conduzi-las; elas ouvirão a minha voz; então, haverá um rebanho e um pastor.João 10:1-16

Aprendendo a Palavra

1. Jesus Se apresenta nessa passagem como um pastor que cuida, que está próximo, que ama Suas ovelhas. Observe:

  • Ele chama as Suas ovelhas pelo nome (v. 3);
  • Ele vai adiante delas (v. 4);
  • Ele oferece uma vida abundante (v. 10);
  • Ele dá a Sua vida pelas Suas ovelhas (v. 11);
  • Ninguém pode tirar Suas ovelhas de Suas mãos (v. 28).

Ver Jesus dessa forma, como seu pastor, acende algum sentimento dentro de seu coração por Ele? Qual dessas maneiras pelas quais Ele Se apresente, mais lhe agrada, ou com a qual você mais se identifica?

2. Por que, em sua opinião, Jesus ilustrou essa história com um animal como a ovelha?

______________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________

As ovelhas são animais dóceis e completamente dependentes de um pastor. Todos os animais podem viver sozinhos. Somente dois animais, de gêneros diferentes, são dependentes de cuidados humanos para sobreviver; são eles: as ovelhas, e o próprio homem.

As ovelhas, sem o pastor, ficam completamente vulneráveis. E o ser humano, da perspectiva espiritual, será que precisa mesmo de pastor?

Aplicando a Palavra

3. Uma das características das ovelhas é viver em rebanho, mas por que todo rebanho de ovelhas é muito ligado ao seu pastor?

[a] As ovelhas são animais dependentes; elas necessitam de cuidados;
[b] Os animais sabem reconhecer as boas pessoas;
[c] Elas seguirão qualquer pessoa que lhes der água e comida;
[d] O pastor dedica uma atenção específica a cada uma delas;
[e] Elas são naturalmente obedientes.

4. Qual ou quais das características abaixo você acha que seu rebanho-igreja mais se identifica ou precisa desenvolver? Justifique.

[a] A ovelha produz lã o tempo todo – Generosidade;
[b] As ovelhas não comem qualquer coisa – Precisam ser alimentadas;
[c] As ovelhas não têm autodefesa – Dependência;
[d] As ovelhas não têm senso próprio de direção – Precisam de guias;
[e] As ovelhas não sabem voltar para casa sozinhas – Precisam de orientação e companhia;
[f] As ovelhas não se atacam – União;
[g] As ovelhas seguem com precisão a voz de seu guia – Obediência.

Pensando Bem

Algumas maneiras que Deus utilizou no passado, e ainda pode utilizar, para Se comunicar conosco:

  1. Voz audível – João 12:28;
  2. Espírito Santo – Atos 8:29;
  3. Sonho – Mateus 1:20;
  4. Profeta – Atos 11:27-28;
  5. Evento sobrenatural – Atos 7:31;
  6. Anjo – Atos 5:19-20;
  7. Mula – 2 Pedro 2:16.
  8. Bíblia – 2 Pedro 1:18-19;

Mas é a través do Filho de Deus, Jesus Cristo, que Deus falou perfeitamente:

“Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho” – Hebreus 1:1.

Conclus˜ao

No Monte Sinai, a voz de Deus soou como um trovão. Na caverna de Elias, parecia mais uma brisa suave, mas também era a voz de Deus. No batismo de Jesus foi ouvida a própria voz de Deus. De diversas formas e maneiras lemos na Bíblia que Deus fez ouvir a Sua voz e quem escutou e atendeu alcançou grandes vitórias.

Muitas vezes a voz de Deus se manifesta em nossa vida através do conselho de um pastor, líder, ancião, familiar ou amigo. Às vezes estamos absortos em uma literatura inspirada e então ouvimos a voz de Deus. Pode ser também que, num momento solitário de meditação e reflexão, em pleno silêncio, consigamos ouvir-Lhe a voz. Nos momentos de oração também é um momento bastante oportuno para escutarmos a voz de Deus.

Nem sempre a voz de Deus vem nos trazendo elogios. Frequentemente Deus precisa repreender-nos, ou ainda encorajar-nos. Qualquer que seja a Sua mensagem, o importante é que estejamos atentos para escutar, e também dispostos a pôr em prática, o recado de Deus para nossa vida. Com certeza, se vem de Deus, vem de uma fonte limpa e segura. Não precisamos desconfiar.

Há, todavia, um elemento importante nisso tudo. Deus não está limitado aos meios para se comunicar conosco, mas o padrão pelo qual ele se comunica é a Sua Palavra:

“À lei e ao testemunho, se eles não falarem segundo esta palavra, nunca verão a alva” (Isaías 8:20).

Criação: Umberto Moura e Delman Falcão

Edição e atualização: Joelson Moura

www.pequenosgrupos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.