#3 – Jesus assume o risco de nos salvar

[Download não encontrado.]

 

Introdução

 

Na criação, Deus manipula o barro para formar o homem. No Egito, Deus desce comovido para ver Seu povo escravo nos poços de lama e libertá-lo. Deus se mistura aos seres humanos e essa mistura atinge seu contorno mais dramático em Sua encarnação.

Comovido pelo amor, Deus assume a Missão de salvar a humanidade e torna-Se Ele mesmo o primeiro missionário; a partir daí busca demonstrar Seu amor nas formas mais diversas da realidade humana, até encarná-lo na pessoa de Seu filho Jesus Cristo – o amor encarnado, Deus-Homem.

A encarnação de Cristo assombrou os próprios os anjos. Eles conheciam Deus, mas não podiam imaginar a profundidade e extensão de Seu amor pela humanidade caída. Os anjos leais choraram antevendo o drama da cruz, Satanás e seus anjos foram surpreendidos, desmoralizados e envergonhados, e até hoje a humanidade se divide entre a surpresa e a incredulidade.

 

 

Lendo a Palavra

João 1:1-5; 3:13-16


Aprendendo da Palavra

1. Se “o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus”, quem era o Verbo?

[a] O Verbo era Deus o Pai

[b] O Verbo era Deus o Filho

[c] O Verbo era Deus o Espírito Santo

[d]  O Verbo “era um deus” (versão Novo Mundo)

[e] O Verbo não era Deus

2. O que a expressão “no princípio” significa?

[a] O início do universo e das origens

[b] O início da criação deste mundo (Terra, Via Láctea)

[c] Um período anterior à criação da Terra

[d] Um tempo desconhecido

[e] O mesmo que significa em Gênesis (“No princípio criou Deus os céus e a terra”, 1:1)

3. Se “Unigênito” significa “único gerado”, então significa que:

[a] Jesus foi gerado por Deus

[b] Jesus é Filho de Deus

[c] Jesus foi criado por Deus

[d] Jesus não é co-eterno com Deus

[e] Jesus é o único de Sua espécie

4. Discuta uma resposta para estas perguntas:

[a] Por que Jesus teve de morrer?

[b] Por que Deus não enviou um anjo?

[c] Por que Adão não morreu por sua própria salvação?

[d] Por que Deus permitiu o pecado?

[e] Por que Deus não matou o culpado (Lúcifer) ao invés de sacrificar o Inocente (Jesus)?

5. Sobre a decisão tomada de Jesus morrer pelo culpado, pode-se dizer que:

[a] Jesus foi obrigado

[b] Jesus decidiu sozinho

[c] Jesus não queria morrer

[d] Deus não tinha outra opção

[e] Foi uma decisão da Divindade: Pai, filho e Espírito Santo juntos

Aplicando a Palavra

6. Sobre o papel de cada um na Missão:

[a] Sinto-me pessoalmente responsável pela Missão

[b] Se outros me ajudarem eu colaboro

[c] Ainda não entendi meu papel

[d] Entendo que a Missão é da Igreja

[e] A salvação é individual

7. Ao saber que Jesus morreu para minha salvação:

[a] Sinto-me agradecido

[b] Sinto-me envergonhado

[c] Sinto-me constrangido

[d] Sinto-me feliz

[e] Sinto-me desafiado

O que fazer

Deus só teve um filho e O fez missionário. Na pessoa de Cristo o amor se faz carne, se faz humano, se faz salvação. Num tal espetáculo o homem não pode ser um mero coadjuvante ou espectador, ele também precisa se misturar à Missão de salvar, a si mesmo ao próximo.

Como entender a Missão:

A Missão é somente de Deus?

A Missão é de Deus e da Igreja?

A Missão é da Igreja, mas eu participo?

Eu estou na Igreja e assisto a Missão?

Eu sou da Igreja e participo da Missão?

Eu sou a Igreja, Eu sou a Missão!

Compromisso

Quanto à missão você:

  • Compreendeu o papel de Deus?
  • Compreendeu o papel da Igreja?
  • Compreendeu o seu papel?

Para refletir

É bonito e emocionante cantar: “Quero subir, ao monte santo de Sião e entoar um novo cântico ao meu Deus”. Mas também é necessário descer até onde estiver alguém precisando de nossa ajuda, de nossa simpatia e de nosso amor. É necessário sair do romantismo e entrar nos poços de lama do pecado para salvar o pecador.

 

Conclusão

“Jesus olhou com infinita compaixão para o mundo em sua condição degradada. Assumiu a forma humana para que pudesse pôr-Se em contato com a humanidade e elevá-la. Veio buscar e salvar o perdido. Atingiu a maior profundeza da miséria e aflição humana, a fim de tomar o homem do modo como o encontrou, um ser manchado pela corrupção, degradado pelo vício, depravado pelo pecado e unido a Satanás na apostasia, e elevá-lo a um lugar no Seu trono. Escreveu-se, porém, a Seu respeito que “não falhará nem será quebrantado”, e Ele foi avante na senda da abnegação e da renúncia a Si mesmo, dando-nos o exemplo, para que sigamos as Suas pegadas. Devemos trabalhar como Jesus, renegando a nossa própria vontade, afastando-nos das seduções de Satanás, desprezando a comodidade e aborrecendo o egoísmo, a fim de salvar e buscar o perdido, conduzindo almas das trevas para a luz, para o brilho do amor de Deus” (FEC, 199).

 

Oração

Que Deus me faça entender o sacrifício de Seu Filho Jesus Cristo por minha salvação.

 

 

 

Autor: Umberto Moura

Edição: Joelson Moura

www.pequenosgrupos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.