#1. Um Poder à Nossa Disposição

Se você pudesse escolher um lugar para morar, qual seria?

[  ] Uma cidade grande, como São Paulo.

[  ] Uma cidade não tão grande , como Aracaju.

[  ] Uma cidade pequena, do interior.

[  ] Nenhuma cidade. Iria para o campo.

[  ] Não sei. Para mim é difícil escolher.

[   ] Qualquer lugar com minha família é um bom lugar.

Ao nascer, não tivemos a oportunidade de escolher onde seria. Mas hoje podemos fazer essa escolha. Entretanto existe uma ordem do Mestre que precisa também ser levada em consideração. O Mestre nos ordena ir. Para onde? Tire hoje suas próprias conclusões.

Para download desta lição em PDF, clique no link abaixo:


	01-Um-poder-a-nossa-disposição.pdf	(537 downloads)

Lendo a Palavra

Depois disso o Senhor escolheu mais setenta e dois dos seus seguidores e os enviou de dois em dois a fim de que fossem adiante dele para cada cidade e lugar aonde ele tinha de ir. Antes de os enviar, ele disse:

— A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, peçam ao dono da plantação que mande trabalhadores para fazerem a colheita. Vão! Eu estou mandando vocês como ovelhas para o meio de lobos. Não levem bolsa, nem sacola, nem sandálias. E não parem no caminho para cumprimentar ninguém. Quando entrarem numa casa, façam primeiro esta saudação: “Que a paz esteja nesta casa!” Se um homem de paz morar ali, deixem a saudação com ele; mas, se o homem não for de paz, retirem a saudação. […]

Jesus continuou:

— Ai de você, cidade de Corazim! Ai de você, cidade de Betsaida! Porque, se os milagres que foram feitos em vocês tivessem sido feitos nas cidades de Tiro e de Sidom, os seus moradores já teriam abandonado os seus pecados há muito tempo. […]

Então disse aos discípulos:

— Quem ouve vocês está me ouvindo; quem rejeita vocês está me rejeitando; e quem me rejeita está rejeitando aquele que me enviou.

Os setenta e dois voltaram muito alegres e disseram a Jesus:

— Até os demônios nos obedeciam quando, pelo poder do nome do senhor, nós mandávamos que saíssem das pessoas!

Jesus respondeu:

— De fato, eu vi Satanás cair do céu como um raio.  19Escutem! Eu dei a vocês poder para pisar cobras e escorpiões e para, sem sofrer nenhum mal, vencer a força do inimigo.  20Porém não fiquem alegres porque os espíritos maus lhes obedecem, mas sim porque o nome de cada um de vocês está escrito no céu.

Lucas 10:1-18 NTLH

Aprendendo da Palavra

1. Por que Cristo enviou os discípulos dois a dois?

[a] Para poder alcançar um número maior de cidades.

[b] Para que um pudesse fortalecer o outro.

[c] Para haver sempre uma testemunha de suas ações.

[d] Para ninguém se sentir solitário.

[e] Não havia nenhuma razão, apenas uma coincidência.

2. Sob que aspectos os discípulos de Cristo podiam ser comparados a trabalhadores na seara?

[a] Eles também plantavam.

[b] Eles também colhiam.

[c] Eles foram enviados à frente de Cristo para “preparar o terreno”.

[d] Outra tarefa deles era “adubar” a “sementinha”.

[e] Assim comos os trabalhadores na seara, eles também se alegravam ao ver o resultado do trabalho.

3. Que tipo de consequências temos que suportar ao nos alinharmos com Jesus?

[a] Somos lançados como cordeiros no meio de lobos.

[b] Viramos trabalhadores de uma seara sem trabalhadores.

[c] Recebemos autoridade para expulsar demônios e doenças.

[d] Recebemos a incumbência de advertir a todos, mesmo os que não nos recebem.

[e] Teremos o “Senhor da Seara” do nosso lado.

[f] O próprio Jesus louvará ao Pai pelo nosso trabalho.

[g] Não poderemos levar sacolas, malas ou sandálias.

4. No retorno dos discípulos, o que mais alegrou Jesus em seus relatórios?

[a] A alegria dos discípulos no retorno.

[b] O fato de eles também terem expulsado demônios.

[c] Eles cumpriram a missão que lhes fora confiada.

[d] O poder que o “Senhor da Seara” colocou em suas mãos.

Aplicando a Palavra

5. Como você se sente com relação à “seara” onde você vive?

[a] Existem já frutos maduros.

[b] Ainda não semeei nada.

[c] Existem poucos trabalhadores.

[d] Sinto-me impotente para fazer minha parte.

[e] Sinto-me como cordeiro no meio de lobos.

6. De que maneira você poderia envolver-se mais com a “seara”?

[a] Eu preciso de mais sementes.

[b] Eu preciso ter uma área definida.

[c] Eu preciso aprender como semear.

[d] Eu preciso aprender como colher.

[e] Eu preciso aprender a amar os frutos.

[f] Eu não quero trabalhar na seara.

7. O que o texto de hoje lhe revela a respeito dos privilégios que você possui em Cristo Jesus?

[a] Ele louva ao Pai por meu trabalho.

[b] Ele me dá poder para trabalhar na seara.

[c] Eu não posso rejeitar a oportunidade de acolher um semeador.

[d] A minha responsabilidade me dá, também, direitos.

[e] Eu levarei paz para onde quer que for.

[f] Estou em melhor situação do que Tiro e Sidom.

Para refletir

8. Como a certeza de estar sendo abençoado(a) em conhecer Jesus influencia suas respostas a Deus?

[a] Sinto-me com mais responsabilidade.

[b] Para mim não faz diferença.

[c] Não tenho medo de ir trabalhar na seara.

[d] Os lobos se transformam em gatinhos.

[e] Sinto-me incapaz de fazer a minha parte.

[f] Aprendo a selecionar bem as sementes.

[g] Começo a conhecer melhor a minha seara.

[h] Sinto invadir-me força suficiente para trabalhar o dia todo.

Conclusão

É sabido que o veneno de alguns escorpiões é mais forte do que o de algumas cobras mais mortíferas do mundo e pode, inclusive, levar à morte. Ao nos enviar à seara, o Senhor não nos deixou sozinhos. Dotou-nos de poder e autoridade para pisar “serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo” (Lucas 10:19).

São poderes como esses que, se levarmos a sério a ordem do Mestre, teremos que enfrentar. Não precisamos, entretanto, temer, pois temos a promessa do poder. O mesmo poder que estava à disposição do nosso Salvador para fazer milagres, estará, também, à nossa inteira disposição ao nos lançarmos na seara. Além disso, como disse o profeta Eliseu a seu servo, “mais são os que estão conosco que os que estão com eles.” (2 Reis 6:16)

Baseado em Serendipity Bible

Adaptado por Umberto Moura e Delman Falcão

Edição e revisão por Joelson Moura

www.pequenosgrupos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.